Parte do teto do plenário da Câmara caiu fora do horário de funcionamento. Foto: Divulgação

Parte do teto do plenário da Câmara caiu fora do horário de funcionamento. Foto: Divulgação

O presidente da Câmara de Itabuna, Chico Reis (PSDB), declarou nesta segunda-feira, 13, que acionará a empresa que executou a reforma do Plenário Raymundo Lima, Grand Prix Construtora, após parte do teto de gesso desabar no último final de semana. A obra, concluída em dezembro do ano passado, foi licitada e fiscalizada pela Prefeitura de Itabuna e custeada pela Câmara com os recursos obtidos a partir das taxas de inscrição do concurso público.

Por medida de segurança e cumprindo determinação do Corpo de Bombeiros Militar, o presidente da Casa suspendeu a realização de sessões legislativas no plenário por tempo indeterminado. Segundo os bombeiros, a infiltração de água contribuiu para o desabamento.

O Corpo de Bombeiros informou ainda que o Plenário Raymundo Lima “continuará embargado até que seja emitido o auto de desembargo”. Enquanto isso, as sessões plenárias da Câmara Municipal ocorrerão na Sala de Comissões Técnicas Filemon Brandão, às quartas-feiras, no horário regimental, 14h.

Related Post