WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 5/dez/2018 . 19:00

APÓS DESISTÊNCIAS, MAIS MÉDICOS ABRE 200 NOVAS VAGAS

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

As 200 novas vagas para o Programa Mais Médicos foram abertas às 18h da última quarta-feira. Estes postos voltaram ao edital após os candidatos selecionados terem desistido de participar. O Ministério da Saúde vai atualizar o sistema diariamente com as vagas de desistência. Os profissionais com registro no Brasil poderão se inscrever até sexta-feira (7).

De acordo com o Ministério da Saúde, o principal motivo alegado pelos médicos é a incompatibilidade de horário com outras atividades profissionais. “O programa exige uma dedicação de 40 horas semanais, em uma equipe de Saúde da Família. Outra parcela de profissionais informou que entrou em residência médica, recebeu nova proposta de trabalho ou teve problemas pessoais”, explicou o órgão.

Em algumas cidades, profissionais quem atendiam em unidades de saúde tem migrado para o Mais Médicos, desfalcando a atenção básica nessas localidades.

Outro problema é a baixa adesão em alguns municípios, principalmente pela distância, dificuldade de acesso aos locais e, ainda, pela falta de estrutura de atendimento.

PGR DENUNCIA O DEPUTADO LÚCIO VIERA LIMA E O EX-MINISTRO GEDDEL VIEIRA LIMA POR PECULATO

Irmãos, Lúcio e Geddel, denunciados por lavagem de dinheiro e associação criminosa.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou o deputado federal Lúcio Vieira Lima, o ex- ministro Geddel Vieira Lima, a mãe dos dois políticos, Marluce Vieira Lima e outras cinco pessoas pelo crime de peculato. O grupo é acusado de se apropriar de recursos públicos destinados ao pagamento de salários de secretários lotados no gabinete do parlamentar.

A prática criminosa foi apurada em inquérito instaurado em decorrência de outra investigação: a referente aos R$ 51 milhões encontrados em setembro do ano passado em um apartamento da família, em Salvador. Ainda em 2017, os irmãos foram denunciados por lavagem de dinheiro e associação criminosa. Na época, o Ministério Público Federal (MPF) apresentou como origem do dinheiro práticas criminosas como corrupção e peculato.

Na denúncia protocolada nesta quarta-feira (5), Raquel Dodge destaca que, conforme ficou comprovado, a origem do dinheiro apreendido era de crimes antecedentes distribuídos em três grupos, sendo dois ligados a práticas de corrupção e que são objeto de apuração no âmbito das Operações Lava Jato e Cui Bono. O terceiro grupo é referente a peculato, decorrente da apropriação, por parte da família Vieira Lima de até 80% dos vencimentos destinados aos secretários parlamentares. Investigada em inquérito próprio, a apropriação dos salários foi comprovada por provas documentais e testemunhais, como frisou a procuradora-geral na denúncia.

:: LEIA MAIS »




dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia