WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 6/dez/2018 . 17:10

ESPETÁCULOS INSPIRADOS NA OBRA DE BERTOLT BRECHT EM CARTAZ NA TENDA POPULAR DE ILHÉUS

Uma Certa Mãe Coragem. Foto TPI /Kelson Souza

Dois espetáculos da trilogia da guerra inspirados na obra de Bertolt Brecht, “Uma certa mãe coragem” e “Os fuzis da senhora Carrar” estarão em cartaz neste final de semana, na Tenda Teatro Popular de Ilhéus, situada à avenida Soares Lopes. Nesta sexta-feira (7), o público terá a oportunidade de assistir “Uma certa mãe coragem”, às 19h, e no sábado (8), também às 19h, a peça teatral “Os fuzis da senhora Carrar”. O ingresso custa R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia), com desconto especial para quem adquirir o passaporte no valor de R$ 50,00 e R$ 25,00. Informações adicionais podem ser obtidas no site.

“Uma certa mãe Coragem” é a segunda parte da trilogia da guerra que traz um relato sobre a guerra dos 30 Anos, ocorrida entre 1618 e 1648, na Europa dividida entre católicos e protestantes. Mãe Coragem acompanha a guerra com sua carroça, vendendo de tudo. A montagem homenageia mãe Ilza Mukalê, uma mãe coragem que como a personagem fictícia teve que criar seus filhos sozinha. O cenário, figurinos e adereços foram criados por Shicó, do Mamulengo, texto de Paulo Atto, direção musical de Antonio Melo e direção teatral de Romualdo Lisboa.

Já o espetáculo “Os fuzis da senhora Carrar” é a primeira parte da trilogia da guerra, do Teatro Popular de Ilhéus, que está de volta combinando música e projeções audiovisuais. Escrita em 1937 por Bertolt Brecht, a peça provoca o público a pensar sobre a estupidez de qualquer guerra, a desumanização e a impotência a que são submetidas a sociedade, e o Teatro Popular de Ilhéus faz uma relação com as guerras urbanas que são vividas diariamente. Dirigido por Romualdo Lisboa, o espetáculo narra a história de Teresa Carrar, uma viúva que tenta manter a integridade dos filhos em meio à guerra civil espanhola (1936-1939).

QUASE 50% DOS MEI NO SUL DA BAHIA PRECISAM REGULARIZAR SITUAÇÃO COM A RECEITA

Michel Lima, gerente adjunto do Sebrae em Ilhéus,. Foto: Divulgação

Ao voltar a pagar o Documento de Arrecadação Simplificada (DAS), o microempreendedor individual recupera a condição de assegurado

O final do ano está chegando e cerca de 52,13% dos Microempreendedores Individuais da Bahia ainda não regularizaram a situação financeira com a Receita Federal. Os dados do mês de setembro deste ano são do próprio órgão do Governo Federal, que destacou queda de 1,46% na inadimplência do MEI na região Sul do Estado, mas que ainda é pequena se comparado a soma de 47,79% dos 12.575 MEIs em débito.

Ainda no mês de setembro, a Receita registrou 394 novos Microempreendedores Individuais (MEI) no Sul da Bahia, sendo 151 em Ilhéus, alcançando o total de 5.626 empreendedores, e 137 em Itabuna, com 9.142. Os dados revelam ainda redução de 2,10% no número de inadimplentes na Bahia, sendo que Ilhéus teve queda de 2,45% e Itabuna foi de 0,41%.

Ilhéus é o município com o menor índice, registrando um total de 33,88% de inadimplentes, enquanto Aurelino Leal é a localidade que lidera o indicador negativo, com 68,83%. Pensando nisso, o gerente adjunto do Sebrae em Ilhéus, Michel Lima, chama a atenção para que o MEI possa regularizar sua situação com o pagamento dos boletos do DAS para não comprometer o acesso aos benefícios previdenciários.

“O pagamento do MEI é como se fosse um seguro, não só para a garantia dos benefícios, a exemplo da aposentadoria, salário maternidade e auxílio doença, como também a manutenção do CNPJ”, alerta Michel, que também destaca a opção de parcelar o débito na Sala do Empreendedor dos municípios de Itabuna, Ilhéus, Arataca, Itajuípe, Uruçuca, Barro Preto e Canavieiras.

Para outras informações, o empreendedor deve entrar em contato com o Sebrae em Itabuna, pelos telefones (73) 3613-9734 / (73) 99974-2262, ou em Ilhéus, pelos telefones (73) 3634-4068 / (73) 99974-2263.

BARRAGEM DO RIO COLÔNIA GARANTE ABASTECIMENTO E CONTROLA RISCOS DE ENCHENTES

Barragem do Rio Colônia verteu água após as chuvas nesta semana. Foto: Divulgação

As fortes chuvas que vêm caindo no Sul da Bahia elevaram o nível da água na Barragem do Rio Colônia, em Itapé. O equipamento, gerenciado pela Embasa, tem capacidade para armazenar até 62 milhões de metros cúbicos de água. Além de garantir o abastecimento de água para cerca de 300 mil pessoas em Itabuna, Itapé e Itaju do Colonia, a barragem reduz o risco de enchentes.

Durante décadas as inundações afetaram moradores de áreas às margens dos rios Colônia e Cachoeira. De acordo com os técnicos da Embasa, “o controle de vazão do rio, no caso de chuvas intensas, foi previsto no projeto de forma a não gerar impacto nas populações que habitam às margens do rio Colônia depois da barragem”.

Em 2016, Itabuna viveu um colapso no abastecimento, por conta da longa estiagem, que obrigou a um racionamento de água.

FUTUROS MINISTROS MOSTRAM DESENHO DE ESTRUTURA PARA BOLSANARO

Eles se reúnem em Brasília nesta manhã com o presidente eleito. Foto: José Cruz/Agência Brasil

Agência Brasil

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, chegou ao gabinete de transição no Centro Cultural Banco do Brasil pouco antes das 9h acompanhado dos filhos Flávio, eleito senador, e Eduardo Bolsonaro, eleito para a Câmara dos Deputados. Ele se reúne nesta manhã com os ministros já confirmados para seu governo. A equipe vai apresentar a ele uma sugestão do desenho consolidado da estrutura dos ministérios, a partir do dia 1º de janeiro.

Os trabalhos do governo de transição vêm ocorrendo no primeiro andar do Conjunto Cultural do Banco do Brasil (CCBB) desde 5 de novembro. À medida que novos nomes são anunciados para o primeiro escalão, técnicos e autoridades do atual governo começam a se debruçar com os futuros ministros na estrutura esperada para o próximo mandato Executivo.

Na última segunda-feira (3), ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, confirmado para a Casa Civil, divulgou o que pode ser a estrutura definitiva da Esplanada dos Ministérios no governo de Jair Bolsonaro. No total de 22 pastas, Onyx explicou que estão incluídos Banco Central (BC) e Advocacia-Geral da União (AGU) que deverão perder o status de ministério na próxima gestão, reduzindo posteriormente o número de Ministérios a 20.

Bolsonaro ainda precisa confirmar os nomes que comandarão o Meio Ambiente e a pasta de Direitos Humanos. Esta última pode ainda passar a ter status de secretaria, mas ainda não há decisões oficiais.

O presidente eleito deve passar todo o dia em reuniões internas no CCBB e ainda dorme na residência oficial da Granja do Torto esta noite. Na manhã de sexta-feira (7), Bolsonaro embarca as 8h para Pirassununga (SP) onde participará da cerimônia de Declaração de Guardas-Marinha, uma formatura militar-naval.




dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia