WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Jair Bolsonaro’

BOLSONARO DIZ QUE ESTÁ “EM PLENA EVOLUÇÃO” E “FELIZ”

Foto: Reprodução/Twiiter

Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (5) que está em “plena evolução” e “feliz” em compartilhar este sentimento com todos. Em mensagem, postada na sua conta no Twitter, o presidente desejou um “excelente” dia para todos. Nesta terça-feira, ele completa 11 dias de internação após a cirurgia para reconstrução do trânsito intestinal.

“Há um gigantesco diferencial entre informar com imparcialidade e fazer militância maldosa. Meu estado de saúde neste momento encontra-se em plena evolução e estou feliz em compartilhar este sentimento com todos! Um dia de cada vez! Uma excelente terça-feira a todos”, disse.

O porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, informou que Bolsonaro foi submetido a tratamento com antibióticos após apresentar elevação da temperatura – 37,3 °C – e alteração de alguns exames laboratoriais, o que pode indicar processo infeccioso. :: LEIA MAIS »

MENSAGEM DE BOLSONARO SERÁ LIDA NA ABERTURA DO ANO LEGISLATIVO

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Agência Brasil

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, levará hoje (4) ao Congresso Nacional a mensagem do presidente Jair Bolsonaro para a abertura dos trabalhos legislativos. A sessão solene conjunta da Câmara e do Senado está marcada para as 15h. Será a primeira sessão do ano com os deputados federais e senadores recém-empossados.

O texto reúne as prioridades do governo federal. O porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, adiantou, na semana passada, que a mensagem do presidente deve reunir propostas de uma nova Previdência Social e de combate ao crime organizado e à corrupção, além da revisão da lei de segurança de barragens.

“Proporemos uma nova Previdência, mais humana, mais justa, que não retire direitos e restabeleça o equilíbrio fiscal, que garanta que nossos filhos e netos tenham um futuro assegurado”, disse o porta-voz no último dia 31.

A mensagem é lida durante a sessão solene na presença dos parlamentares e autoridades convidadas. :: LEIA MAIS »

BOLSONARO TEM BOA EVOLUÇÃO CLÍNICA; VISITAS AINDA ESTÃO RESTRITAS

O Presidente da República foi submetido a cirurgia na última segunda-feira (28). Foto: Isac Nóbrega/PR

O boletim médico divulgado nesta quinta-feira (31) pelo Hospital Israelita Albert Einstein mostra que o presidente da República, Jair Bolsonaro, tem boa evolução clínica, sem febre ou outros sinais de infecção.

De acordo com o porta-voz da Presidência da República, general Rêgo Barros, o presidente caminhou fora do quarto sem ajuda dos aparelhos e realizou exercícios respiratórios para fortalecimento muscular.

Por precaução, as visitas ainda estão restritas e vários cuidados foram adotados para recuperação, como as medidas de prevenção de trombose venosa. Na última segunda-feira (28), o presidente passou por procedimento cirúrgico de reconstrução do trânsito intestinal. :: LEIA MAIS »

PRESIDENTE AGRADECE ATUAÇÃO DE TROPAS ISRAELENSES EM BRUMADINHO

Tropa israelense deixa o Brasil ainda nesta quinta-feira (31) . Foto: Reprodução/Embaixada de Israel

Em mensagem nas redes sociais, o presidente da República, Jair Bolsonaro, agradeceu a atuação da tropa de Israel no resgate de vítimas do rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). A delegação, que conta com soldados, oficiais e engenheiros especializados em resgate, encerrou os trabalhos no Brasil nesta quinta-feira (31).

O grupo de mais de 130 israelenses chegou ao Brasil no último domingo (27) com equipamentos de alta tecnologia e começou a atuar na região nessa segunda-feira (28). :: LEIA MAIS »

APÓS ALTA DE UTI, BOLSONARO RETOMA ATIVIDADES NESTA QUINTA

Bolsonaro, antes da cirurgia, no Hospital Albert Einstein, Em São Paulo. Foto: Reprodução/Twitter

Após receber alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein nesta quarta-feira (30), o presidente da República, Jair Bolsonaro, vai retomar os despachos com auxiliares e ministros por meio de vídeo ou audioconferência, informou o porta-voz da Presidência, general Rêgo Barros, em declaração à imprensa.

De acordo com o porta-voz, a expectativa é de que Bolsonaro retome as atividades de forma mais intensa após sua recuperação, estimada em cerca de 10 dias. Ainda assim, poderá discutir a situação em Brumadinho (MG) e prioridades do governo, como a reforma da Previdência Social. “À medida que se torne mais forte e delibere em melhores condições, ele vai conversar com ministros responsáveis pela Previdência e definir suas diretivas”, explicou.

SAÚDE

No Twitter, Bolsonaro comentou sobre seu estado de saúde após a cirurgia para a reconstrução do trânsito intestinal ocorrida nesta segunda-feira (28), em São Paulo.

“Foram tempos difíceis, consequência de uma tentativa de assassinato que visava destruir não só a mim, mas a esperança de muitos brasileiros num futuro melhor. Agradeço a Deus por estar vivo, aos profissionais que cuidaram de mim até aqui e a todos vocês pelas orações! Estou bem”, escreveu o presidente.

Segundo o boletim médico da instituição, o presidente apresenta boa evolução clínica, realizou fisioterapia respiratória e motora e caminhou no hospital com bom desempenho. “Ele se encontra em recuperação plena. Não obstante, precisa manter-se descansando um pouco mais”, disse o porta-voz.

:: LEIA MAIS »

BOLSONARO TEM QUADRO DE SAÚDE ESTÁVEL E VOLTARÁ A DESPACHAR NESTA QUARTA-FEIRA

O Presidente da República foi submetido a cirurgia na última segunda-feira (28). Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, possui quadro de saúde estável e deve reassumir o cargo a partir de quarta-feira (30), informou o porta-voz da Presidência, general Rêgo Barros, em declaração à imprensa.

Segundo o Hospital Albert Einstein, o quadro de saúde de Bolsonaro permaneceu sem complicações ao longo desta terça-feira (29). Ele realizou fisioterapia respiratória e motora com bom desempenho.

“Amanhã (30), às 7 horas, o presidente reassume a Presidência da República. A despeito de algumas restrições, ele já se encontrará em condições. Nós tentaremos evitar que os despachos ocorram de forma rotineira, o que pode vir a cansá-lo”, afirmou o porta-voz.

PRESIDÊNCIA EM EXERCÍCIO

Bolsonaro foi vítima de um atentado durante a campanha presidencial em Juiz de Fora (MG), em setembro do ano passado. Na última segunda-feira (28), ele foi submetido a uma cirurgia para retirada da bolsa de colostomia. O vice-presidente Hamilton Mourão exerceu a presidência interinamente no período.

MOURÃO ASSINA DECRETO QUE PERMITE COMISSIONADOS CLASSIFICAREM DADOS PÚBLICOS COMO ‘ULTRASSECRETOS’

Presidente eleito Jair Bolsonaro conversa com vice-presidente eleito Hamilton Mourão durante sessão do Congresso Nacional 06/11/2018 REUTERS/Adriano Machado

Reuters

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, assinou decreto publicado nesta quinta-feira que muda as regras de classificação de informações secretas e ultrassecretas para permitir que servidores comissionados, dirigentes de autarquias e de empresas públicas, entre outros, possam determinar o sigilo de dados.

O decreto, que altera a regulamentação da Lei de Acesso à Informação (LAI), prevê que a classificação de dados como ultrassecretos poderá ser delegada a altos cargos comissionados, a dirigentes máximos de autarquias, fundações, empresas públicas e de sociedades de economia mista.

Uma informação classificada em grau ultrassecreto permanece 25 anos sob sigilo. Pelas regras anteriores ao decreto desta quinta-feira, essa definição só podia ser dada pelo presidente da República, pelo vice-presidente, por ministros e autoridades com mesmas prerrogativas, comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica, e chefes de missões diplomáticas e consulares permanentes no exterior. :: LEIA MAIS »

GOVERNO BRASILEIRO RECONHECE JUAN GUAIDÓ COMO PRESIDENTE DA VENEZUELA

Bolsonaro fez o anúncio após reunião com líderes políticos em Davos – Foto: Alan Santos/PR

O governo brasileiro reconheceu nesta quarta-feira (23) o deputado e presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, como presidente interino do país. Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro, em Davos, e nota pública do Ministério das Relações Exteriores garantem o apoio político e econômico à Venezuela durante a transição ao regime democrático.

Após participar do evento “Diálogo diplomático: resposta global à crise humanitária na Venezuela”, Bolsonaro confirmou a decisão e destacou os próximos passos. “O Brasil, juntamente com países do Grupo de Lima, dará todo apoio político necessário para que o processo [de transição] siga seu destino”, disse, em entrevista à imprensa.

“O Brasil reconhece o Senhor Juan Guaidó como Presidente Encarregado da Venezuela. O Brasil apoiará política e economicamente o processo de transição para que a democracia e a paz social voltem à Venezuela”, disse o Itamaraty. :: LEIA MAIS »

EM DAVOS, BOLSONARO DIZ QUE REFORMAS VÃO COLOCAR O BRASIL ENTRE OS MELHORES PARA NEGÓCIOS

Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante discurso em Davos, na Suíça. Foto: Alan Santos/PR

Durante a abertura do Fórum Econômico Mundial, na Suíça, o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta terça-feira (22), que as reformas do seu governo colocarão o Brasil entre os 50 melhores países para se fazer negócio. Ele ainda defendeu mais integração e abertura econômica e explicou que quer que o País simplifique a vida de quem produz e gera empregos.

Esta foi a primeira vez que um presidente latino-americano fez o discurso de abertura do fórum. Ocasião em que o presidente Bolsonaro aproveitou para explicar a agenda de seu governo. “Tenham certeza de que, até o final do meu mandato, nossa equipe econômica, liderada pelo ministro Paulo Guedes, nos colocará no ranking dos 50 melhores países para se fazer negócios”, afirmou.

O presidente também explicou que o governo trabalha para diminuir a carga tributária, simplificar as normas, facilitar a vida de quem deseja produzir, empreender, investir e gerar empregos. “Trabalharemos pela estabilidade macroeconômica, respeitando os contratos, privatizando e equilibrando as contas públicas”, argumentou. :: LEIA MAIS »

EM DAVOS, BOLSONARO QUER MOSTRAR AS MUDANÇAS PARA ATRAIR INVESTIMENTOS PARA O BRASIL

Presidente concedeu entrevista coletiva ao chegar em Davos – Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (21) que um dos objetivos do governo federal é apresentar em Davos, durante o Fórum Econômico Mundial, as mudanças para atrair investimentos e ampliar as relações comerciais com outros países. A informação foi dada pelo presidente em entrevista coletiva ao chegar à cidade suíça.

Tradicional fórum de debates econômicos em nível global, o evento ocorre desde a década de 1970 em Davos, na Suíça. Por reunir líderes empresariais, autoridades e chefes de Estado de todo o mundo, é considerado uma boa oportunidade para apresentar o País a investidores e parceiros comerciais.

“Queremos mostrar que o Brasil está tomando medidas para que o mundo restabeleça a confiança em nós, que os negócios voltem a florescer entre o Brasil e o mundo e que nós podemos ser um País seguro para investimentos”, afirmou.

Questionado, o presidente não quis comentar sobre a agenda de concessões e privatizações que que serão apresentados pela delegação brasileira.

Sobre o discurso que fará nesta terça-feira (22), ele disse que será “curto, objetivo e claro”.  :: LEIA MAIS »

BOLSONARO CHEGA NESTA SEGUNDA À SUÍÇA, ONDE PARTICIPA DO FÓRUM ECONÔMICO MUNDIAL

Acompanhado da comitiva presidencial, presidente embarcou rumo à Suíça. Foto: Alan Santos/PR

Em sua primeira viagem internacional como chefe do Executivo federal, o presidente da República, Jair Bolsonaro, terá uma agenda intensa nos três dias de Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. Na noite deste domingo (20), o presidente embarcou na Base Aérea de Brasília, onde fez a transmissão provisória do cargo ao vice, Hamilton Mourão.

O presidente e a delegação brasileira terão encontros com líderes políticos e investidores de todo o mundo, com o objetivo de mostrar o novo momento que o Brasil atravessa. Na agenda presidencial, está prevista uma reunião privada com o professor Klaus Schwab, fundador do Fórum Econômico Mundial.

Após o encontro, o presidente da República fará seu discurso oficial na sessão plenária do fórum. O evento será seguido por uma reunião do Conselho Internacional de Negócios, além de jantar oferecido pelo professor Schwab.

DIPLOMACIA E FUTURO

Na quarta-feira (23), Bolsonaro participa de um almoço de trabalho com o tema “O futuro do Brasil”. O compromisso é seguido por um diálogo diplomático que vai discutir uma resposta global à crise humanitária vivida pela Venezuela. Um jantar com chefes de Estado de países latino-americanos encerra a participação do presidente no evento.

Antes de retornar ao Brasil na quinta-feira (25), o presidente participa de um almoço de trabalho com o tema “O Mundo na Era da Globalização 4.0″, no último dia de atividades do Fórum Econômico Mundial.

BRASIL E ARGENTINA PRECISAM CRIAR NOVAS OPORTUNIDADES, AFIRMA BOLSONARO

Presidente argentino foi recebido por Bolsonaro em Brasília. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que Brasil e Argentina precisam criar novas oportunidades de comércio e investimentos. Ele e o presidente argentino, Maurício Macri, se encontraram em Brasília, nesta quarta-feira (16), para debater interesses comuns. Foi a primeira visita oficial de um chefe de Estado desde a posse de Bolsonaro, no dia 1º de janeiro.

A cerimônia oficial de chegada de Macri contou com a revista às tropas e a subida da rampa do Palácio do Planalto, onde foi recepcionado por Bolsonaro. Depois dos cumprimentos para as fotos no Salão Nobre, houve a apresentação das delegações.

Durante a manhã, os dois chefes de Estado participaram de reuniões e, no início da tarde, seguiram para um almoço no Itamaraty. Eles também fizeram uma declaração à imprensa na qual Bolsonaro classificou a agenda bilateral como muito rica.

RELAÇÕES BILATERAIS

Segundo Macri, modernização nas relações bilaterais e do Mercosul são necessárias para que os países possam se adaptar aos desafios do século 21 e aproveitar as oportunidades que o mundo pode oferecer. :: LEIA MAIS »

BOLSONARO SANCIONA ORÇAMENTO DA UNIÃO DE 2019

O orçamento deste ano prevê um total de R$ 3,38 trilhões em despesas. foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com vetos, a Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2019 (Lei 13.808/19). O texto, aprovado no final do ano passado pelo Congresso, prevê um total de R$ 3,38 trilhões em despesas. Publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (16), a lei prevê que o ano de 2019 fechará com deficit primário de R$ 139 bilhões, resultado igual à meta fiscal estabelecida para o ano.

Bolsonaro impôs dois vetos à proposta orçamentária. Um deles na restruturação da carreira de servidores do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e o outro relativo à de um fundo especial para investimento na área de modernização e inovação no Poder Judiciário.

O presidente terá que lidar com outro rombo nas contas. Isso porque a chamada “regra de ouro”, prevista na Constituição, proíbe que o governo se endivide para pagar despesas correntes, como salários e custos de manutenção. Nesse ponto, o orçamento ficou com uma insuficiência de R$ 248,9 bilhões, o que significa que as despesas do dia a dia vão superar as operações de crédito nesse montante. :: LEIA MAIS »

BOLSONARO ASSINA DECRETO QUE FLEXIBILIZA A POSSE DE ARMAS

Foto: Isac Nóbrega/PR

Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (15), durante cerimônia no Palácio do Planalto, o decreto que regulamenta o registro, a posse e a comercialização de armas de fogo no país, uma das principais promessas de campanha do presidente da República.

“Como o povo soberanamente decidiu, para lhes resguardar o direito à legítima defesa, vou agora, como presidente, usar esta arma”, afirmou Bolsonaro, mostrando a caneta como se fosse sua arma.

“Estou restaurando o que o povo quis em 2005”, acrescentou Bolsonaro mencionando o referendo realizado há 14 anos.

O decreto refere-se exclusivamente à posse de armas. O porte de arma de fogo, ou seja, o direito de andar com a arma na rua ou no carro não foi incluído no texto.

A assinatura do decreto ocorreu logo depois da reunião ministerial coordenada por Bolsonaro todas as terças-feiras, às 9h, no Planalto, desde que assumiu o poder em 1º de janeiro.

 

BOLSONARO DEFENDE QUE ATOS CRIMINOSOS NO CEARÁ SEJAM CONSIDERADOS TERRORISMO

Ceará conta com reforço de tropas da Força Nacional – Foto: José Cruz/Agência Brasil

Em mensagem divulgada neste sábado (12) nas redes sociais, o presidente da República, Jair Bolsonaro, defendeu que os crimes ocorridos ao longo das últimas semanas no Ceará sejam tipificados como terrorismo.

Segundo o presidente, atos como incendiar e explodir bens públicos e privados são atos de terror, e podem ser adotados por crimionosos em outras regiões do País.

O Ceará vem sofrendo uma onda de violência em razão de disputa entre facções criminosas, que se intensificou nos últimos dias. O estado conta com reforço na segurança pública por parte do governo federal, que enviou tropas da Força Nacional.

Sorry. No data so far.




fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia