WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘São Paulo’

DISCÍPULOS DO CACHORRO

Ricardo artigo2Ricardo Ribeiro

Aprender com os próprios erros é atitude recomendável, mas aprender com os erros (e acertos) dos outros é sinal de maior inteligência. Pelo mundo afora, vários países e grandes metrópoles já enfrentaram problemas com o abastecimento de água ou conseguiram antevê-los e evita-los. Eles sabem que o recurso é finito e que, para não ficar desprovido do mesmo, é preciso usá-lo com prudência e parcimônia.

Uma excelente reportagem mostra que a cidade de Nova York enfrentou crise de abastecimento na década de 90, mas conseguiu a proeza de reduzir em um terço o consumo de água em 25 anos, ao mesmo tempo em que sua população crescia em 1 milhão de habitantes.  Fez mágica? Não, simplesmente melhorou o sistema de distribuição, com o objetivo principal de reduzir de maneira drástica o desperdício.

Ao lhe perguntarem sobre o porquê de investir em uma melhor gestão do sistema, ao invés de buscar novos mananciais e realizar obras caras, um antigo gestor do sistema de abastecimento da cidade americana afirmou que a segunda opção pode ser comparada ao cachorro que corre atrás do próprio rabo.

Saber que índices de desperdício de água não passam de 7% na Alemanha e de 2% no Japão é de matar qualquer brasileiro decente de vergonha. Num mundo globalizado, recursos e tecnologia para atingir aqueles percentuais estão ao acesso de todas as nações, mas por aqui, infelizmente, não se nota grande interesse em aprender com o acerto dos bons. Prefere-se, de maneira estúpida, imitar o cachorro!

De acordo com o Instituto Trata Brasil, a perda de água tratada nas 100 maiores cidades brasileiras chega a 39,4%. Se esse já é um número de causar vexame, o que dizer dos 70,4% de desperdício em Porto Velho (RO) e 73,91% em Macapá (AP). São Paulo, que enfrenta a maior crise de abastecimento de sua história, joga pelos vazamentos nada menos que 30% da água retirada de seus combalidos reservatórios.

No caso da capital paulista, a situação será enfrentada à maneira “canina”: com obras para captar água em novos mananciais. Quanto à deficiência do sistema, não se tem notícia de qualquer iniciativa digna de nota.

A propósito, em nossa querida Itabuna as informações disponíveis indicam que as perdas de água tratada ficam em torno de absurdos 50%, muito em função de uma rede de distribuição obsoleta e da falta de capacidade de investimento da Empresa Municipal de Água e Saneamento. A velha Emasa passa a vida correndo atrás do próprio rabo.

Vários itabunenses, principalmente os que moram em áreas mais elevadas, já convivem há muito tempo com a falta de água. Por aqui, também não se tem notícia de ações para reduzir o considerável volume que é desperdiçado, mas a solução vem aí: em breve, se tudo der certo, teremos a barragem do Rio Colônia e um aumento considerável na quantidade de água a ser distribuída… E jogada fora, certamente.

É ou não é uma cachorrada?

“BOTANDO PILHA”

O país está um tanto tenso às vésperas da Copa. Há protestos, saques, detenções e ameaça de greve. É preocupante, mas existem setores da mídia vitaminando o terror.

O que ocorreu na Virada Cultural em São Paulo serve de exemplo. Houve problemas no evento, é fato. Mas quem compareceu afirma que o quadro de desordem e pânico descrito em sites e jornais não corresponde nem de longe à verdade.

Uma das apresentadoras do noticiário matutino da rádio Band News FM em São Paulo, Tatiana Vasconcellos, foi à Virada, saiu às 4 horas da manhã e estranhou o tom da cobertura. Segundo ela, a festa estava bem policiada e ocorreu dentro da normalidade. O que fugiu a isso seria compatível com o tamanho do evento.

Pelo visto, tem gente forçando a barra.

POLÍCIA PRENDE SUSPEITOS DE TORTURAR E MATAR MULHER QUE TERIA FURTADO BISCOITOS

Video

G1
A polícia prendeu três pessoas suspeitas de sequestrar, torturar e matar uma mulher que furtou um pacote de biscoitos em Osasco, na Grande São Paulo. O grupo gravou o crime e o vídeo levou os bandidos à prisão.

A manicure de 26 anos foi levada para um cativeiro na favela do Assucará, em Osasco, após uma mulher ter dito que ela furtou comida de sua casa. Em um post no facebook, uma amiga da manicure disse que ela estava desaparecida desde o dia 24 de abril e que a família “estava muito preocupada”.

A mulher que encomendou o crime aos dois homens também foi presa, segundo a Polícia Civil. “Seria um pequeno furto de alimentos, pacotes de bolacha, que levou esse grupo e essa quadrilha a sequestrar essa moça, levar ela para cárcere privado, torturar e matar”, disse o delegado Zacarias Tadros, responsável pelo caso.

SHOW DE ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO GERA POLÊMICA

zezé-di-camargo-Luciano-Divulga-RecifeBlog do Perrone

Um show da dupla Zezé Di Camargo e Luciano protagoniza novo embate eleitoral no São Paulo. O clube vai gastar R$ 200 mil para bancar a atração, no próximo dia 25, em seu ginásio, numa comemoração atrasada do Dia da Mulher, celebrado oficialmente em 8 de março.

Cada sócio dará duas latas de leite em pó para poder entrar. Para os oposicionistas, o evento tem cunho eleitoreiro e visa conquistar votos dos associados. Isso porque a apresentação dos sertanejos acontecerá às vésperas da assembleia em que os sócios escolherão 80 novos conselheiros, no dia 5 de abril. Os membros do Conselho Deliberativo serão os responsáveis por eleger o substituto de Juvenal Juvêncio na presidência, em 16 de abril.

O site do São Paulo informa, sem citar o nome da dupla, que a comemoração do dia Dia da Mulher será em 25 de março porque essa é a única data disponível da “atração especial” escolhida.

MOCIDADE ALEGRE É TRI EM SÃO PAULO

mocidade

Agência Brasil

A Escola de Samba Mocidade Alegre venceu o carnaval de São Paulo e conquistou o título de tricampeã. Com o samba-enredo sobre a fé, a religiosidade e o sobrenatural, a agremiação alcançou 269,7 pontos, três décimos a mais que a segunda colocada, a Rosas de Ouro. O terceiro lugar ficou com a Águia de Ouro.

A escola campeã, do Bairro do Limão, na zona norte da capital, fez uma manobra ousada em seu desfile, que chamou a atenção do público: os integrantes de todas as alas se ajoelharam sincronizados na avenida em uma das paradas da bateria. Desde 1967, quando foi fundada, a Mocidade Alegre conquistou os títulos em 1971, 1972, 1973, 1980, 2004, 2007, 2009, 2012, 2013 e 2014.

A Liga Independente das Escolas de Samba manteve, neste ano, a apuração das notas longe do público. A medida, já adotada em 2013, foi tomada para evitar tumultos, como o ocorrido em 2012, no final da apuração, quando um integrante de uma das agremiações pulou o alambrado e rasgou os papéis que definiriam a escola campeã. Uma confusão generalizada instalou-se no Sambodrómo e outros integrantes de escolas de samba também começaram a invadir o local onde os votos estavam sendo lidos, jogando os papéis com os votos dos jurados para o alto. A polícia tentou conter o tumulto, afastando as pessoas da área reservada.




dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia